Definidos os atletas que vão disputar o WSL Championship Tour de 2022

HALEIWA, Oahu, Havaí/EUA (Quarta-feira, 8 de dezembro) – A World Surf League (WSL) anuncia a relação oficial dos surfistas que vão competir na temporada de 2022 do Championship Tour (CT). O novo grupo de concorrentes aos títulos mundiais foi determinado pelo ranking final do CT 2021 e pelo Challenger Series 2021, encerrado na segunda-feira em Haleiwa Beach, no Havaí. A WSL também confirma quem serão os wildcards (convidados) selecionados pela sua “Equipe de Circuitos e Competições” para toda a temporada 2022.

Um deles foi Owen Wright e, com isso, a Austrália iguala o número de nove surfistas do Brasil, que era maioria no grupo dos top-34 no CT em 2022. As novidades na “seleção brasileira da WSL” são os jovens Samuel Pupo e João “Chumbinho” Chianca, ambos com 21 anos de idade, que se classificaram pelo Challenger Series. Os outros já estavam na elite de 2021, os campeões mundiais Gabriel Medina e Italo Ferreira, o vice-campeão Filipe Toledo e Yago DoraDeivid SilvaJadson André e Miguel Pupo, além de Tatiana Weston-Webb.

World Surf League Championship Tour 2022 começa em janeiro com uma estrutura totalmente redesenhada. Pela primeira vez, todas as etapas serão disputadas por homens e mulheres, em um mesmo calendário e com o princípio da igualdade na premiação. O novo formato apresentará um corte no número de participantes no meio da temporada e os cobiçados títulos mundiais serão novamente decididos no Rip Curl WSL Finals, pelos top-5 e pelas top-5 dos rankings finais do CT 2022.

“Estamos muito entusiasmados em anunciar todos os atletas do Championship Tour de 2022”, disse Jessi Miley-Dyer, vice-presidente de Circuitos e Competições da WSL. “Estamos felizes em ver os melhores surfistas do mundo competindo em um novo formato, lutando por uma vaga no Rip Curl WSL Finals. Será uma temporada histórica, cheia de estreias, a primeira com homens e mulheres participando de todas as etapas, inclusive a primeira do CT feminino em Pipeline, além do retorno de G-Land ao calendário após 24 anos e, ainda, o corte no meio da temporada. Esta será, sem dúvidas, uma temporada memorável e mal podemos esperar para que nossos fãs se juntem a nós nessa jornada”.

Um total de 14 surfistas disputará o WSL Championship Tour pela primeira vez em 2022. A lista de estreantes classificados pelo Challenger Series, tem os brasileiros Samuel Pupo e João Chianca, os australianos Liam O´BrienCallum Robson e Jackson Baker, o norte-americano Jake Marshall, o havaiano Imaikalani Devault e dois representantes de países que nunca tiveram surfistas na elite masculina, Lucca Mesinas do Peru e Carlos Munoz da Costa Rica. Na categoria feminina, serão cinco novatas, as havaianas Gabriela BryanBettylou Sakura Johnson e Luana Silva, a americana Caitlin Simmers e a australiana India Robinson.

36 surfistas vão disputar as etapas do WSL Championship Tour 2022:

•    os Top 20 do ranking do CT de 2021 
•    os 12 classificados pelo ranking do Challenger Series de 2021
•    2 Wildcards da WSL para toda a temporada 
•    2 Wildcards por cada evento

18 surfistas vão disputar as etapas femininas do WSL Championship Tour:

•    as Top 9 do ranking do CT de 2021
•    as 6 classificadas pelo ranking do Challenger Series de 2021
•    2 Wildcards da WSL para toda a temporada 
•    1 Wildcard por cada evento 
Além dos wildcards (convidados) da WSL anunciados para toda a temporada, a equipe do WSL Tours e Competição já está indicando a australiana Bronte Macaulay e o sul-africano Matthew McGillivray como os substitutos para entrarem na vaga de algum atleta que se contundir, ou não puder participar de alguma etapa. A vaga de substituição da WSL, estará disponível apenas para as cinco primeiras etapas, antes do corte do meio da temporada.

Com uma estrutura de tour renovada, o CT de 2022 começará com 36 homens e 18 mulheres participando de cada etapa. No meio da temporada, este número de competidores será reduzido para 24 homens e 12 mulheres a partir da sexta etapa. Os Top-20 do ranking masculino e as 10 melhores do feminino, já estarão classificados para o CT 2023 e disputarão as cinco últimas etapas com dois wildcards em cada categoria (um indicado pela WSL e outro pelo evento).

Elite das Top-17 do WSL Championship Tour 2022:

As Top 9 do ranking do CT 2021:
1: Carissa Moore (HAV)
2: Tatiana Weston-Webb (BRA)
3: Sally Fitzgibbons (AUS)
4: Stephanie Gilmore (AUS)
5: Johanne Defay (FRA)
6: Caroline Marks (EUA)
7: Tyler Wright (AUS)
8: Isabella Nichols (AUS)
9: Courtney Conlogue (EUA)

As 6 classificadas pelo Challenger Series 2021:
1: Gabriela Bryan (HAV)
2: Brisa Hennessy (CRI)
3: Bettylou Sakura Johnson (HAV)
4: Caitlin Simmers (EUA)
5: India Robinson (AUS)
6: Luana Silva (HAV)

Wildcards da WSL para o CT 2022:
1: Lakey Peterson (EUA)
2: Malia Manuel (HAV)

Substituta da WSL:
1: Bronte Macaulay (AUS)

Elite dos Top-34 do WSL Championship Tour 2022:

Os Top 20 do ranking do CT 2021
01: Gabriel Medina (BRA)
02: Filipe Toledo (BRA)
03: Italo Ferreira (BRA)

04: Conner Coffin (EUA)
05: Morgan Cibilic (AUS)
06: Griffin Colapinto (EUA)
07: Jordy Smith (AFR)
08: Kanoa Igarashi (JPN)
09: Yago Dora (BRA)
10: Frederico Morais (PRT)
11: John John Florence (HAV)
12: Jack Robinson (AUS)
13: Leonardo Fioravanti (ITA)
14: Deivid Silva (BRA)
15: Ryan Callinan (AUS)
16: Ethan Ewing (AUS)
17: Kelly Slater (EUA)
18: Jadson André (BRA)
19: Miguel Pupo (BRA)

20: Seth Moniz (HAV)

Os 12 classificados pelo ranking do Challenger Series 2021:
01: Ezekiel Lau (HAV)
02: Liam O’Brien (AUS)
03: Connor O’Leary (AUS)
04: Jake Marshall (EUA)
05: Callum Robson (AUS)
06: Samuel Pupo (BRA)
07: Nat Young (EUA)
08: Imaikalani Devault (HAW)
09: Lucca Mesinas (PER)
10: João Chianca (BRA)

11: Jackson Baker (AUS)
12: Carlos Munoz (CRI)

Wildcards da WSL para o CT 2021:
1: Kolohe Andino (EUA)
2: Owen Wright (AUS)

Substituto da WSL:
Matthew McGillivray (AFR) 

Olímpiadas do Japão – Baterias e datas confirmadas

Imagem: CBSURF


Está chegando a hora.

40 dos melhores surfistas do mundo vão entrar para a história, como os primeiros a participar de uma competição do esporte em Jogos Olímpicos. 20 homens e 20 mulheres. Representantes de um sonho de décadas.

O palco é Tóquio, mas as disputas serão realizadas em Tsurigazaki, na cidade de Ichinomiya, na costa do pacífico da província de Chiba, quase 100 quilômetros longe da capital. A qualidade das ondas não empolga, mas esse que é um dos pontos mais a leste do Japão, recebe bem qualquer ondulação que venha do norte, leste ou sul

A busca pelo ouro está programada para acontecer entre 25 a 28 de julho. No caso de faltar ondas durante a janela competitiva, a programação prevê quatro dias extras, que nesse caso, de 29 a 1 de agosto.

O fortíssimo time brasileiro está definido desde o final de 2019. No feminino, a experiente e ex-vice-campeã mundial Silvana Lima, terá a companhia de Tatiana Weston-Webb, atual número 4 do ranking profissional.

No masculino, não existe ninguém mais favorito do que a dupla verde e amarela, formada pelo bicampeão mundial Gabriel Medina e o atual campeão Ítalo Ferreira.

1ª fase masculina

1) Italo Ferreira (BRA), Michel Bourez (FRA), Hiroto Ohhara (JAP) e Leandro Usuna (ARG)
2) Kolohe Andino (EUA), Owen Wright (AUS), Miguel Tudela (PER) e Frederico Morais (POR)
3) Leonardo Fioravanti (ITA), Jeremy Flores (FRA), Lucca Mesinas (PER) e Billy Stairmand (NZL)
4) Kanoa Igarashi (JAP), John John Florence (HAV), Manuel Selman (CHI) e Ramzi Boukhiam (MAR)
5) Gabriel Medina (BRA), Julian Wilson (AUS), Leon Glatzer (ALE) e Rio Waida (IND)

1ª fase feminina

1) Carissa Moore (EUA), Teresa Bonvalot (POR), Daniella Rosas (PER) e Dominic Barona (EQU)
2) Sally Fitzgibbons (AUS), Brisa Hennessy (CRI), Mahina Maeda (JAP) e Bianca Buitendag (AFR)
3) Stephanie Gilmore (AUS), Silvana Lima (BRA), Pauline Ado (FRA), Anat Lelior (ISR)
4) Tatiana Weston-Webb (BRA), Johanne Defay (FRA), Amuro Tsuzuki (JAP), Sofía Mulanovich (PER)
5) Caroline Marks (EUA), Yolanda Sequeira (POR), Leilani McGonagle (CRI) e Ella Williams (NZL)

PREVISÃO DA PROGRAMAÇÃO DO SURF NOS JOGOS OLÍMPICOS

25 DE JULHO (DOMINGO) – DAS 7H ÀS 16H20 (das 19h de sábado às 4h20 de domingo, no Brasil)

Round 1 da categoria masculina
Round 1 da categoria feminina
Round 2 da categoria masculina
Round 2 da categoria feminina

26 DE JULHO (SEGUNDA-FEIRA) – DAS 7H ÀS 16H40 (das 19h de sábado às 4h40 de domingo, no Brasil)

Round 3 da categoria feminina
Round 3 da categoria masculina

27 DE JULHO (TERÇA-FEIRA) – DAS 7H ÀS 14H20 (das 19h de sábado às 2h20 de domingo, no Brasil)

Quartas-de-final da categoria masculina
Quartas-de-final da categoria feminina
Semifinal da categoria masculina
Semifinal da categoria feminina

28 DE JULHO (QUARTA-FEIRA) – DAS 8H ÀS 11H35 (das 20h de sábado às 23h35 de domingo, no Brasil)

Bateria da medalha de bronze feminina
Bateria da medalha de bronze masculina
Bateria da medalha de ouro feminina
Bateria da medalha de ouro masculina
Cerimônia de entrega de medalhas feminina
Cerimônia de entrega de medalhas masculina

AVALANCHE NOS HOLOFOTES DO MUNDO

Foto capa: @ds.images

Em 2020 Avalanche quebrou com altas, consagrando surfistas a ganhar prêmios e tudo, mas em 2021 ela voltou, e explodiu com toda sua potência para impressionar surfistas de todas as partes do mundo.

Foi destaque inclusive no Instagram da WSL – World Surf League, conforme abaixo:

Além do surfista capixaba Lucas Medeiros, especialista em ondas gigantes e atletas de várias partes do Brasil vieram se juntar ao crowd de big riders no outside slab da Praia da Costa em Vila Velha.

Vale lembrar que os desbravadores e descobridores de Avalanche foram os Bodyboarders capixabas, integrantes da equipe NXF Body Board. Que fazem parecer fácil o que é praticamente impossível.

Confira abaixo imagens incríveis desse último swell em Avalanche dos destaques desse outono/inverno 2021

Vídeo: Para que serve o carbono na prancha?

O carbono já é utilizado na fabricação das pranchas há muito tempo, mas agora ele está na moda. Mas você sabe em que ele interfere no seu surf?

O carbono pode ser utilizado pensando no reforço da prancha e também para interferir na frexibilidade da mesma. Pra você entender melhor sobre tudo isso e ficar sabendo também o que é o “efeito trampolim”, que é o que todos os shapers buscam, a equipe do canal SURFE TV @surfetv convidou o shaper Victor Vasconcellos para dar uma aula pra gente.

Assista ao 9º episódio da série Prancha Mágica e sabia como o carbono influencia no seu surf.

Confira:

Victor Vasconcellos @vichsvasconcellos é shaper há mais de 30 anos e já fez mais de 40.000 pranchas de surf, 30.000 na mão. Victor é shaper da Hotstick @hotstickhs.

Direção, Produção e Edição
Carlos Matias @carlosmatiasrj

Imagens
Carlos Matias, WSL, Basque Country Surf Company

Arte
André Bremer @andrebremer, Carlos Matias, Gabriel David, Mari Taboada

Música
Brontosaurus – Topher Mohr and Alex Elena

Dia de treino na Praia do Buraco!

Nessa sexta-feira, na Praia do Buraco em Vila Velha, Marcos Vidigal recebeu uma visita especial na Cabana Aroeira, o campeão mundial de surf adaptado, também capixaba, Carlos Kill.

A galera fez um treino pela manhã pra manter a forma e colocar o surf em dia.

Carlos, que vai para o mundial no fim do ano na Califórnia, está muito motivado e surfando sempre que pode com a ajuda dos seus amigos. E Vidigal fez a mala como sempre nas ondas que surfa todos os dias.

Confiram as fotos tiradas pelo John Rasta Jabuticaba.

Amanhã, vale o surf bem cedo pela manhã e depois curtir uma música boa e aquele rango esperto na Cabana Aroeira! @cabanaaroeira

Galeria 02 – Regência fim de semana!

Como temos muitas fotos desse feriadão que rolou, a equipe Surfvix separou em 3 galerias de Regência.

Essa agora é a segunda sessão de fotos para vocês conferirem um pouco mais do que rolou no fim de semana na vila mágica.

Com apoio da Vitória Motors Jeep, apoiadora oficial do Surfvix, aproveitamos para levar essa causa tão importante que é o outubro Rosa, sobre o câncer de mama.

Todas as fotos da galeria 2 foram registradas pelo fotógrafo e surfista Gilberto Moulin.

Galeria Ulé altas ondas 04 de Maio

Quinta-feira com altas ondas no litoral capixaba e o fotógrafo Bernardo, conhecido no Instagram pelas suas imagens como @bernapicss, fez registros incríveis da galera surfando.

Excelentes ondas rolaram e quem foi fez a mala.

Confira abaixo a galeria e quem sabe você foi registrado. Caso esteja nas fotos entre em contato com o Bernardo ou acende uma session com ele e garanta imagens de qualidade!

Filme: Lucas Medeiros e sua temporada 2016

Confiram abaixo tudo o que rolou na temporada 2016 do atleta capixaba Lucas Medeiros.

Ele, que é atleta de Standup, pegou altas ondas nos melhores picos do mundo, que resultou nesse fantástico vídeo.

PRESS PLAY

Edição: Straya Filmes

Instagram