Notícias

11/08 22h13

6 Brasileiros classificados para as oitavas de finais no México! – CT 21

Confira as baterias das oitavas e o atual campeão do mundo, potiguar tira da cartola um 7.33 a menos de 10 minutos do fim e garante vaga, já o número 3 do ranking mundial erra a estratégia e é eliminado

Ítalo Ferreira está nas oitavas de final do México do Circuito mundial de surfe. O atual campeão mundial e olímpico arrancou uma virada na reta final com uma onda excepcional para vencer Wade Carmichael (AUS) por 14.00 a 13.30.

Com o triunfo, Ítalo agora aguarda o vencedor da bateria entre Kelly Slater e Miguel Pupo para saber quem enfrenta na próxima fase. No segundo lugar do ranking mundial, Ítalo está muito perto de garantir vaga no final 5 da temporada, que acontece em Trestles.

Ítalo Ferreira em ação no México — Foto: Tony Heff/World Surf League via Getty Images

Por outro lado, o número 3 do mundo Filipe Toledo foi eliminado após errar a estratégia na bateria contra Rio Waida (IND). Apesar de ter a melhor nota da bateria, um 8.00, Toledo perdeu a oportunidade de trocar a segunda nota, que era um 2.23, e levou a virada de Rio Waida, da Indonésia, a 10 segundos do fim do confronto. O indonésio precisava de apenas 4.41 para virar, encontrou uma sessão nos segundos finais, arrancou um 5.50 e se garantiu nas oitavas.

Toledo adotou uma estratégia arriscada no começo da bateria. Nos primeiros 30 minutos, o brasileiro fez apenas duas tentativas, na primeira desistiu rapidamente, na segunda caiu na tentativa de um aéreo. Filipe aguardou a melhor oportunidade para tentar uma virada.

Filipe Toledo em ação no México — Foto: Thiago Diz/World Surf League via

No fim, a paciência do brasileiro acabou pagando os dividendos. A cerca de 10 minutos do fim, Toledo encontrou a sessão perfeita, emendou uma sequência de manobras e recebeu um 8.00, que garantiu a virada e o conforto no confronto com Rio Waida. Porém Filipe não aproveitou oportunidades para trocar o 2.23 que tinha e levou a virada faltando 10 segundos para o fim.

Quem também se garantiu nas oitavas foi Yago Dora. O paranaense bateu o australiano Mikey Wright em uma bateria muito apertada, mas que o brasileiro tirou vantagem de boas escolhas da onda para vencer por 12.80 a 12.10.

Na penúltima bateria da rodada, Jadson André duelou com o havaiano Seth Moniz e o confronto teve muita emoção. André vencia a bateria por 13.33 a 11.17 e Seth Moniz pegou uma onda no estouro do cronômetro. Os dois atletas aguardaram a nota por muito tempo, e não foi suficiente para Moniz virar. No fim, vitória do brasileiro.

Fechando a terceira fase, Matheus Herdy caiu na água para enfrentar o americano Griffin Colapinto e garantiu mais um triunfo da brazilian storm por 14.50 a 13.80.

Medina e Deivid também avançam

Mais cedo, no começo da terceira fase, o atual líder do ranking mundial Gabriel Medina protagonizou um duelo épico contra Michel Bourez, da França, com direito a uma virada no final com um rodeo flip sensacional. Medina perdia por 13.00 a 13.70, até receber um 7.50 pela manobra sensacional que fez e virar para 14.50 a 13.70.

O triunfo colocou Medina nas oitavas de final, em que ele vai encarar Ethan Ewing, australiano que teve o melhor somatório da terceira fase, com 18.07. Além de Medina, Deivid Silva também garantiu o Brasil nas oitavas ao bater o compatriota Adriano de Souza.

Outros brasileiros não tiveram tanta sorte neste segundo dia. Além de Toledo, Adriano de SouzaCaio IbelliPeterson Crisanto e Miguel Pupo também foram eliminados.

Oitavas de finais pronta para amanhã


Terceira rodada masculina (finalizada hoje)

Bateria 1
Gabriel Medina (BRA) 14.50

Michel Bourez (FRA) 13.70

Bateria 2
Ethan Ewing (AUS) 18.07
Matthew McGillivray (AFS) 9.33

Bateria 3
Kolohe Andino (EUA) 14.07
Kanoa Igarashi (JAP) 13.43

Bateria 4
Deivid Silva (BRA) 13.73
Adriano de Souza (BRA) 12.63

Bateria 5
Morgan Cibilic (AUS) 15.04
Lucca Mesinas (PER) 9.67

Bateria 6
Leonardo Fioravanti (ITA) 13.37
Owen Wright (AUS) 9.87

Bateria 7
Conner Coffin (EUA) 11.33
Adrian Buchan (AUS) 8.33

Bateria 8
Ryan Callinan (AUS) 13.17
Jeremy Flores (FRA) 13.73

Bateria 9
Filipe Toledo (BRA) 10.23
Rio Waida (IND) 11.33

Bateria 10
Caio Ibelli (BRA) 10.80
Jack Robinson (AUS) 12.24

Bateria 11
Frederico Morais (POR) 13.74
Peterson Crisanto (BRA) 12.44

Bateria 12
Yago Dora (BRA) 12.80

Mikey Wright (AUS) 12.10

Bateria 13
Ítalo Ferreira (BRA) 14.00

Wade Carmichael (AUS) 13.30

Bateria 14
Miguel Pupo (BRA) 12.50
Kelly Slater (EUA) 14.60

Bateria 15
Seth Moniz (HAV) 11.17
Jadson Andre (BRA) 13.33

Bateria 16
Griffin Colapinto (EUA)
Matheus Herdy (BRA)

Por marcelo
Compartilhar

Veja também

As finais do Mundial de Surf batem recorde de audiência na história da World Surf League

continue lendo

Mais um dia épico em Regência, 15/09/2021

continue lendo

Medina pensa em pausar as competições em 2022, entenda

continue lendo

Meninas surfam em Regência clássica!

continue lendo

Comentários:

Instagram