Notícias

10/09 14h38

Maya Gabeira bate seu próprio recorde mundial

Brasileira supera a categoria masculina e se torna 1ª mulher a surfar a maior onda do ano

Foto: WSL / Pedro Miranda

Primeira e única mulher a entrar no Guinness Book como recordista da maior onda surfada no mundo, Maya Gabeira acaba de bater seu próprio recorde e conquistar novos feitos que ficarão marcados para a história do surf feminino. A brasileira venceu outra onda gigantesca, desta vez de 73,5 pés, o equivalente a 22,40 metros de altura, se tornando também a primeira mulher a surfar a maior onda do ano, ou seja, superando a categoria masculina, medida em 70 pés. O feito foi anunciado oficialmente nesta quinta-feira (10), pela WSL (World Surf League), mas aconteceu em fevereiro deste ano, durante o Nazaré Tow Surfing Challenge, em Portugal.

Aos 33 anos, Maya é considerada uma das mulheres mais poderosas do esporte. “Também fui responsável por demandar que a medição da onda fosse feita por cientistas e aberta ao público, sendo a primeira vez que o recorde é medido e assinado por cientistas do Scripps, instituto de San Diego e cientistas que fizeram a onda artificial do Kelly Slater”, comemora.

Maya Gabeira é uma verdadeira autoridade do surf. Mulher dentro de um esporte majoritariamente masculino e detentora de importantes premiações, além da superação de um grave acidente que quase a levou a morte, ela cada vez mais se destaca como exemplo de garra e resiliência, servindo de inspiração para muitas atletas mulheres no mundo afora.

SOBRE MAYA GABEIRA

Maya Gabeira, 33 anos, é uma das mais importantes surfistas brasileiras da história mundial do surf. Detentora de ondas gigantes, ela foi a primeira mulher a entrar no Guinness Book como recordista da maior onda surfada no mundo, contendo 20 metros de altura, o equivalente a um prédio de 8 andares. O feito aconteceu em 2018, na praia de Nazaré, onde Maya vive cheia de orgulho.

Antes de alcançar o prêmio dos sonhos, também foi a primeira mulher a surfar no mar gelado do Alasca, é pentacampeã da melhor performance feminina no Big Waves Awards, da WSL; conquistou o ESPY em 2009 como melhor atleta de esporte de ação, venceu o Teen Choice Awards da Fox em 2010, foi indicada ao Prêmio Laureus em 2014 e em 2019 na categoria de Melhor atleta de esportes de ação e homenageada pela Mattel com uma boneca Barbie, sendo a primeira brasileira da linha “Mulheres Inspiradoras” da marca, também em 2019.

Sendo uma autoridade do surf feminino, Maya inspira mulheres com sua história. Prestes a chegar ao auge de sua carreira, em 2013, sofreu um gravíssimo acidente em Nazaré, em uma de suas tentativas de bater seu recorde de maior onda surfada, e passou por uma lenta e difícil recuperação, mas que conseguiu superar com garra e dedicação.

A carioca que conheceu o surf com 13 anos de idade e aos 17 já estava no mar do Havaí, segue em busca das ondas gigantes, sua grande paixão, vivendo em Nazaré, onde tem sua rotina de trabalho e lazer, mesclando o surf com treinos de academia e esportes na água como Foil e Kitesurf.

Mais informações para imprensa:

Gabrielle Mehringer – gabrielle@melinatavares.com.br

Melina Tavares – melina@melinatavares.com.br


Por Administrador
Compartilhar

Veja também

Kelly Slater e amigos quebrando em Bali!

continue lendo

Novos ventos chegando!

continue lendo

Filme: REGÊNCIA HISTÓÓÓRICO!!!

continue lendo

Já imaginou o Surf Lakes no Espírito Santo? É possível.

continue lendo

Comentários:

Instagram