Notícias

25/08 18h17

Já imaginou o Surf Lakes no Espírito Santo? É possível.

A máquina do Surf Lakes passou por algumas melhorias recentemente e vários atletas foram convidados para testar as ondas artificiais localizadas em Yeppoon, Austrália.

Coby Perkovich, Sheldon Simkus, Louie Hynd, Ben Player, Luca Doble, Dean Morrison e os anfitriões Mark, Jay e Jonah Occhilupo foram alguns dos nomes que sentiram na pele a evolução do local.

Com as novas configurações, é possível gerar desde tubos pesados para os surfistas mais experientes até ondas que imitam beach breaks alinhados. E novas seções, como uma rampa especial para os aéreos, ainda estão sendo desenvolvidas.

“Os dias de teste foram um grande sucesso. Todos que testemunharam as sessões foram surpreendidos pela perfeição absoluta dessas ondas fabricadas pelo homem”, diz o comunicado enviado pela direção do Surf Lakes.

A piscina de ondas em Yeppoon ainda é o protótipo da empresa, mas há planos de abrir o local ao público em breve. Enquanto isso, o Surf Lakes também procura interessados em adquirir a licença em outros países.

Em julho deste ano, a companhia anunciou a venda de sua primeira licença. O local será construído nos EUA, mas a cidade não foi revelada. Fonte: Waves

A grande vantagem desse produto é a possibilidade de muitas ondas por minuto, e comportar até 5 picos diferentes, com aproximadamente 30 surfistas em cada local. Vai desde o inside para aprendiz, point para iniciante, intermediário, avançado e Pro. Todos recebem a ondulação da máquina que sai em 360 graus e esbarra em fundos diferentes.

Confira abaixo a perfeição dessa onda com as novas melhorias.

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

As finais do Mundial de Surf batem recorde de audiência na história da World Surf League

continue lendo

Mais um dia épico em Regência, 15/09/2021

continue lendo

Medina pensa em pausar as competições em 2022, entenda

continue lendo

Meninas surfam em Regência clássica!

continue lendo

Comentários:

Instagram