Notícias

18/09 22h04

Começa quinta-feira a etapa do WT no Surf Ranch, a piscina de ondas mais desejada do mundo!

Formato, baterias e desfalques!

Começa nesta quinta-feira a oitava etapa do World Surf League Championship Tour nas ondas do Surf Ranch em Lemoore, no interior da Califórnia, Estados Unidos. O Freshwater Pro apresentado pela Outerknown é o único da temporada em que as chances são exatamente iguais para todos os competidores, sem depender de previsão de swell ou da melhor maré. É só ligar a máquina que ela vai formar as mesmas ondas para cada um surfar uma direita e uma esquerda, na sua vez de entrar na piscina. No ano passado, os mais completos surfando de frontside e de backside, foram o bicampeão mundial Gabriel Medina que ficou com o título e Filipe Toledo, que vai competir no Surf Ranch com a lycra amarela do Jeep Leaderboard.

Entre os onze titulares da “seleção brasileira” no CT, o único desfalque no Freshwater Pro é justamente o capitão do time, Adriano de Souza. O campeão mundial de 2015 voltou a sentir uma lesão após a ótima participação no Tahiti Pro Teahupoo e não vai competir no Surf Ranch. Mas, será bem substituído pelo atual campeão mundial Pro Junior da WSL, Mateus Herdy. O paulista Caio Ibelli também segue entrando na vaga do contundido John John Florence, então doze brasileiros vão disputar o título na Califórnia, um terço dos 36 participantes.

FORMATO ÚNICO – Esta etapa tem um formato de competição especial, diferente das outras realizadas no mar, que dependem da Natureza, do swell, da maré, ventos. No Surf Ranch, as condições são iguais para todos os competidores. Será sempre a mesma onda produzida pela máquina idealizada por Kelly Slater, para todos surfarem uma direita e uma esquerda perfeitas, com tubos, sessões para usar a borda nas manobras e até voar nos aéreos. Eles terão que mostrar suas habilidades surfando de frontside (de frente para a onda) e de backside (de costas), pois serão computadas a maior nota recebida na direita e a maior na esquerda.

Os 36 participantes da categoria masculina e as 18 da feminina, foram divididos em grupos de seis competidores na primeira fase e todos entrarão duas vezes na piscina, para surfar uma esquerda e uma direita. Serão somadas a maior nota na direita com a maior na esquerda e os dois que obtiverem as maiores pontuações de cada bateria, passam para a segunda fase. No masculino, serão doze classificados nas seis baterias e mais doze também avançarão, os que tiverem mais pontos entre todos que não ficaram entre os dois primeiros das baterias.

PRIMEIRA FASE DO FRESHWATER PRO – 2 direitas e 2 esquerdas:

01: Soli Bailey (AUS)

02: Griffin Colapinto (EUA)

03: Michael Rodrigues (BRA)

04: Jeremy Flores (FRA)

05: Owen Wright (AUS)

06: Kanoa Igarashi (EUA)

————————-

07: Mateus Herdy (BRA)

08: Yago Dora (BRA)

09: Joan Duru (FRA)

10: Conner Coffin (EUA)

11: Seth Moniz (HAV)

12: Italo Ferreira (BRA)

————————-

13: Barron Mamiya (HAV)

14: Jessé Mendes (BRA)

15: Peterson Crisanto (BRA)

16: Deivid Silva (BRA)

17: Kelly Slater (EUA)

18: Gabriel Medina (BRA)

————————-

19: Crosby Colapinto (EUA)

20: Jadson André (BRA)

21: Adrian Buchan (AUS)

22: Wade Carmichael (AUS)

23: Julian Wilson (AUS)

24: Kolohe Andino (EUA)

————————-

25: Jett Schilling (EUA)

26: Ezekiel Lau (HAV)

27: Jack Freestone (AUS)

28: Caio Ibelli (BRA)

29: Ryan Callinan (AUS)

30: Jordy Smith (AFR)

————————-

31: Kade Matson (EUA)

32: Ricardo Christie (NZL)

33: Sebastian Zietz (HAV)

34: Willian Cardoso (BRA)

35: Michel Bourez (TAH)

36: Filipe Toledo (BRA)

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

As finais do Mundial de Surf batem recorde de audiência na história da World Surf League

continue lendo

Mais um dia épico em Regência, 15/09/2021

continue lendo

Medina pensa em pausar as competições em 2022, entenda

continue lendo

Meninas surfam em Regência clássica!

continue lendo

Comentários:

Instagram