Notícias

20/12 19h49

Rafael Teixeira depois de 7 anos fecha patrocínio principal com marca capixaba

Confira a entrevista com o atleta Rafael Teixeira e mais fotos

Pois é, fazem 7 anos que o atleta Rafael Teixeira não tem um apoio de bico, ou seja, patrocinador principal, drama que assolam diversos atletas principalmente do surf capixaba. O patrocinador de bico é o sonho de qualquer competidor, pois é ele quem arca com toda ou parte das despesas para que o atleta possa correr seus campeonatos tranquilo e sem estresse.

E todos sabem que isso faz total diferença no desempenho e no emocional de qualquer atleta de qualquer modalidade.

Mas essa história ficou para trás para ele, pois a marca capixaba Landspride está apostando no Rafael e 2019 será o grande ano dessa parceria.

”Com muito orgulho venho anunciar que a partir de hoje faço parte da equipe @landsprideoficial .
Após sete e longos anos sem patrocinador principal, é uma honra fazer parte dessa equipe, e como sempre fiz vou continuar levando a bandeira do Espirito Santo com muita determinação, foco, responsabilidade e vontade. A partir de hoje levo também a confiança de uma marca 100% Capixaba, que faz dessa parceria ser mais especial.” comentou Rafa em sua rede social.

”Queria agradecer a todos os envolvidos para que isso se concretizasse, começando pelos meus empresários Raphael e Lauber, e principalmente aos proprietários da @landsprideoficial Rafael Altoé e Bruno Imperial, bem como toda sua equipe.”, finaliza o atleta.

Enfim, 2019 nem começou e sem dúvida isso será um combustível a mais pro Rafael.

Confira abaixo uma pequena entrevista que fizemos com ele por telefone:

1 – Depois de 7 anos sem patrocínio de bico (principal) como está se sentindo com essa nova parceria com a marca Landspride?

RT: Sem duvida quando nós atletas fechamos patrocínio e como que se nosso trabalho de alguma maneira tenha sido reconhecido, e isso não vinha aconteceu durante os últimos 7 anos, então isso ira mudar a partir do dia de hoje,  aprensento com muito orgulho a Landspride como meu patrocinador principal e estará comigo estampado no meu peito e no bico da minha prancha para os próximos eventos desse ano novo de 2019.
E fico ainda mais feliz pois e uma Marca Capixaba que acredito depois de muito tempo esta voltando a patrocinar um atleta capixaba no circuito mundial, isso tem muito que ser reconhecido por mim sem duvidas e por toda comunidade Capixaba.


Rafael assinando o contrato

2 – Como foi essa aproximação de vocês, já que a marca capixaba Landspride também estava a alguns anos sem apoiar nenhum atleta nesse formato?

RT: Tudo aconteceu muito rápido e direto rsrs, eu cheguei do Hawaii tem 1 semana e no caminho para brasil eu estava no Instagram e vendo as novas noticias e postagem rsrs, então vi um post de um filmaker local Bernardo, e vi ele fazendo um trabalho de divulgação para a Landspride na praia, e achei tudo haver em tentar a aproximação e com isso mostrar meu projeto, porem a 2 anos tenho tomado muito NÃO de algumas marcas grande parte locais, tenho uma empresa que me assessorada em tudo a relacionado a minha carreira, junto ao Lauber Cardoso e Raphael Dangelo, então na primeira estancia fiquei meio na duvida de buscar aproximação ou não, mais pensei para mim mesmo o NÃO eu já tenho vamos tentar o sim, liguei para o Raphael assim que pousei em terras brasileiras e pedi para ele entrar em contato já que sabia q ele conhecia um dos proprietários.
A ligação foi de sucesso e no dia seguinte já estávamos sentados ao lado da loja em uma longa conversa e tentando nos acertar para que essa parceria pudesse acontecer.
Terça feira recebo a ligação do Lauber meu empresario falando que depois de 7 anos eu teria novamente um adesivo estampando o bico da minha prancha.

3- Nós vimos que você participou de diversas etapas em 2018, foram QS de todas as estrelas, conseguindo bons resultados em alguns deles, que balanço você tira desse ano?

RT: Meu ano começou muito bem, na verdade estava muito disposto e confiante pois 2017 tinha sido um ano incrível para mim onde fiz uma final e três semi finais em campeonato super importante, comecei bem 2018 na austrália com bons resultados, porem logo apos vim perdendo forca e as coisas não acontecendo como eu imaginava, questão de patrocínio de não ter a cabeça somente para o surf, tendo que pensar em como irei fazer a próxima viagem rsrs e isso me prejudicou um pouco, outros fatores também atrapalharam…
isso foi ate a metade do ano, boas baterias e baterias ruins porem a vontade aumentava a cada derrota, fui para Europa fazer a perna europeia inteira do qs, comecei bem com a 5 colocação em Lacanau e logo depois uma vitoria numa competição muito disputada no norte da Espanha, um circuito espanhol que estava presente pois minha namorada e espanhola e eu fui convidado para competir como um dos wildcard do evento, conseguir fazer excelentes baterias, venci todas e venci o campeonato, isso me deu um gás a mais e uma estabilidade financeira melhor para começar 2019 com o ritmo la em cima, pois teve uma boa premiação de dinheiro.

Meu foco e o circuito mundial, porem quando eu estou no brasil eu acabo indo participar do circuito brasileiro profissional onde esse ano eu tive dois vice campeonatos (rio de janeiro e povoação) e 4 colocação em porto de galinhas pernambuco. mesmo com poucas etapas no meu somatório do ranking final eu acabei entre os tops desse ano.


Rafael e o sócio proprietário da marca

4- Para 2019, o que tem planejado em termos de competições nesse primeiro trimestre (janeiro, fevereiro e março)? Tem alguma surf trip em vista ?

RT: Meu ano de 2019 ja começou tem tempo rsrsrs, ja estou com os treinos físicos a mil pois viajo na terça feira dia do natal para uma surf trip no marrocos, e na sequencia comecinho de janeiro eu ja tenho minha primeira competição do ano, 10 de janeiro começa a etapa 3 mil pontos realizada em israel, e na sequencia irei para as canárias para outra etapa do circuito mundial, volto para casa começou de fevereiro e passo 1 semana e ja embarco para quase dois meses inteiros de competições do qs, Noronha 6 mil, austrália (avoca 3 mil, Newcastle 6 mil, Manly 6 mil) de la vou direto para indonésia intensificar o treinamento e aproveitar que austrália fica ali do lado e o custo e pequeno, fico por la 2 semanas e vou direto competir um qs 3 mil que sera realizado em krui na própria indonésia. e sempre a cada viagem tentar aproveitar e desfrutar cada lugar o máximo que posso.

5 – Voltando ao patrocínio principal, como está se sentindo para a próxima temporada 2019 com esse grande apoio?

RT: Sem duvida nenhuma mais motivado do que nunca, agora sinto que meu trabalho esta sendo reconhecido, e meu objetivo e com uma responsabilidade a mais de levar uma marca capixaba junto comigo alem da bandeira como eu sempre fiz, também não posso de deixar de agradecer o apoio de toda minha família, e aqueles que estão por trás de mim na minha parte física e mental, Fernando Trappa, Fabrício pereira FPhiso, Rodrigo Rodrigues, e ao Raphael e Lauber por esta sempre buscando me ajudar na parte de buscar apoiadores para nosso projeto, e sem duvida aos meus patrocinadores Landspride, Superbrand, silverbay, Fphisio.

 

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

As finais do Mundial de Surf batem recorde de audiência na história da World Surf League

continue lendo

Mais um dia épico em Regência, 15/09/2021

continue lendo

Medina pensa em pausar as competições em 2022, entenda

continue lendo

Meninas surfam em Regência clássica!

continue lendo

Comentários:

Instagram