Notícias

06/02 14h11

Fran e Rodrigo, surfistas de competição, lançam aula de surf personalizada!

Nova modalidade de aula de surf personalizada invade as areias do Espírito Santo

O casal de surfistas, já conhecidos no meio do esporte capixaba, Francine Nery e Rodrigo Cardoso, estão com uma nova modalidade de escola de surf, com ensino individual e personalizado.

Fran é formada em Educação Física , Personal Trainer e competidora de surf com inúmeros pódios. Já Rodrigo Cardoso, tem curso de Guarda-vidas, primeiros socorros, é competidor e 4 vezes campeão capixaba de surf profissional.

Conversamos com eles um pouco sobre essa metodologia de ensino, confira abaixo:

Qual o objetivo central do curso?

Aprender a surfar! De modo em que o repertório motor, cultural e social. A melhora do condicionamento físico através das atividades propostas e promover atividade ao ar livre, afim de proporcionar prazer e respeito a natureza.

E como vocês lidam com a dificuldade de aprendizado e outras barreiras que dificultam a prática do esporte?

Diante das capacidades de cada aluno, serão desenvolvidas as aulas de surf que levarão assim os alunos a tornarem-se, capazes de dirigirem suas próprias necessidades.
O surf, definido como esporte radical, compõe assim, a cultura corporal de movimento.
Devido à impossibilidade da realização do mesmo em instituições de ensino, visamos a prática do surf, com o objetivo de ampliar nos alunos, seu repertório motor baseado em suas necessidades individuais.

Qual o principal diferencial?

Pensando no cotidiano de cada um, trazemos a proposta de flexibilidade horária para uma aula personalizada.

Como vocês organizam essas aulas?

As aulas são personalizadas, nas quais terão 2 (dois) profissionais, sendo 1 (um) educador físico e 1 (um) surfista.
Ela será desenvolvida de acordo com as habilidades e necessidades específicas de cada aluno(a). Todas as aulas serão constituídas em momentos teóricos e práticos, sendo que o teórico voltado para o ensino de posicionamento na prancha, remada, drop (ficar em pé na prancha), entre outros, e o prático onde experimentarão os conceitos aprendidos.

E para os surfistas que já tem alguma experiência e desejam evoluir, vocês ministram aulas específicas?

O projeto também constitui no atendimento de surfistas de nível intermediário, com o objetivo da evolução e desenvolvimento de movimentação corporal e técnicas exigidas no esporte.
A aula terá duração de 1 (uma) hora/ 1(uma) hora e meia, dívididas em alongamento, aquecimento, parte teórica e prática. Durante a aula prática, um profissional acompanhará o(a) aluno(a) dentro d’Água durante todo o tempo enquanto o outro filmará sua performance para a análise de imagens (pontos importantes, como correção de erros).

E pra finalizar, que dica você daria para aqueles que estão querendo aprender a surfar agora?

Buscar um profissional qualificado, sempre buscar orientações com os mais experientes, como surfistas antigos e guarda vidas, devido aos perigos que o mar oferece. Respeitar os seus limites em relação às condições do mar e das ondas. E nunca esqueça de se divertir. Aloha!

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

Filipe encara Slater e Nathan Hedge, quase tudo muda com a saída do John John

continue lendo

João Chianca é vice-campeão na final com Ezekiel Lau no Vans US Open of Surfing

Brasileiro entra no G-10 do WSL Challenger Series na Califórnia

continue lendo

John John desiste de participar e fica fora da última etapa classificatória no Tahiti

continue lendo

Medina fora, John John de volta enfrentando Kelly Slater. Confira as baterias do Tahiti Pro

continue lendo

Comentários:

Instagram