Notícias

17/04 21h46

Melhores momentos do 4º dia – Bells Beach

O quarto dia do Rip Curl Pro Bells Beach não poderia ter começado melhor para os brasileiros.

Em ótimas ondas de 1 metro e séries pouco maiores no Bowl de Bells, Filipe Toledo, Adriano de Souza e Wiggolly Dantas não deram mole aos adversários e avançaram à quarta fase do evento, que já contava com Caio Ibelli.

Na primeira bateria do dia, Filipe deu outro show na Austrália e arrancou 9.77 e 8.50, contra 8.73 e 6.83 do australiano Adrian Buchan.

Em seguida, Adriano de Souza mostrou muita potência nas manobras para vencer o francês Jeremy Flores. Adriano abriu forte o duelo com uma nota 9.00, ampliou o placar com 7.37 e trocou sua segunda melhor nota por 7.53.

Jeremy também fez uma boa apresentação, mas as notas 7.50 e 8.00 não foram suficientes para impedir a vitória brasileira.

Na sequência, Wiggolly Dantas encontrou o australiano Matt Wilkinson e não aliviou diante do defensor do título da etapa.

Wilko chegou a obter a maior nota da bateria logo em sua primeira onda (8.00), mas teve dificuldade para conseguir outra nota expressiva e perdeu precisando de 5.73. Na última onda, o australiano chegou a ameaçar Guigui, que liderava com 7.00 e 6.73, mas a nota 5.00 não mudou a situação do confronto.

Rip Curl Women’s Pro Entre as mulheres, a californiana Courtney Conlogue superou a australiana Stephanie Gilmore e ficou com a taça.

Em uma final de alto nível, Courtney totalizou 17.00 pontos, contra 16.33 da líder do ranking mundial.

O duelo já começou pegando fogo, com Stephanie obtendo 8.33, contra 8.00 de Courtney.

Em seguida, a australiana novamente levou a melhor e ampliou seu somatório com 8.00, enquanto Courtney descolou 7.27.

A partir daí, a norte-americana passou a buscar 8.33 para conquistar o título, enquanto Stephanie tentava ampliar ainda mais a vantagem.

O tempo foi passando, até que Courtney encontrou bela direita e, mesmo caindo ao atacar a junção no inside, arrancou 9.00 pontos e virou o placar, deixando Stephanie a 8.68 da taça.

Nas semifinais, Courtney e Stephanie despacharam a australiana Tyler Wright e a norte-americana Lakey Peterson, respectivamente.

Courtney Conlogue arrepiou as ondas de Bells e arrancou 9.00 e 9.33 dos juízes, contra 7.17 e 7.83 de Tyler.

Em seguida, Stephanie descolou 8.33 e 6.33 nas duas melhores ondas, deixando Lakey em situação muito complicada, precisando de 9.26 pontos para virar.

round4 bells

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

51 ICE é nova patrocinadora da WSL no Brasil

Com posicionamentos relacionados ao surfe, 51 ICE estará no Oi…

continue lendo

WSL terá recorde de marcas em 2022

Escritório da América Latina confirmou participação de 11 empresas na…

continue lendo

Calendário do CT 2022 – WSL

A WSL (World Surf League) divulgou na última quarta-feira, 4…

continue lendo

O Surfista Profissional Rodrigo Cardoso recebe a maior honraria dedicada a um esportista Espírito Santense

continue lendo

Comentários:

Instagram