Notícias

16/04 19h44

Capixabas são destaques no mundial de surf – QS!

Hoje foi o dia das finais em duas etapas do Qualifyng Series, valendo pontos importantes para a classificação no tão sonhado World Tour (WT) 2018.

Krystian Kymerson e Rafael Teixeira estão viajando o mundo em busca desses pontos e foram destaques nas etapas que aconteceram simultaneamente, uma na Argentina e outra em Barbados.

KRYSTIAN KYMERSON

No RipCurl Pro Argentina, valendo 1.500 pontos, Kymerson foi destaque em toda a etapa, inclusive fez uma das maiores médias do campeonato quando tirou uma nota 9.75 no round 3. Quase atingindo a nota máxima, a tão desejada nota 10.

Foto: Maximiliano Martinucci

Foto: Maximiliano Martinucci

Os atletas foram presenteados com altas ondas para direita em Mar Del Plata, deixando todos que assistiam impressionados com a qualidade das ondas dos nossos ”hermanos” vizinhos.

Foto: Maximiliano Martinucci

Foto: Maximiliano Martinucci

KK, como é conhecido, mostrou muito surf potente e moderno,  fruto de anos de treino na Barra do Jucu e foi para a final, terminando o campeonato na segunda colocação. Um excelente resultado na sua estréia em 2017.

Foto: Maximiliano Martinucci

Krystian Kymerson de lycra vermelha / Foto: Maximiliano Martinucci

Com isso Kymerson soma 1.125 pontos no rakning e fatura merecidamente $ 5.000 dólares.

RAFAEL TEIXEIRA:

Foto: Andrew Nichols
Rafael Teixeira / Foto: Andrew Nichols

Agora vamos para América Central com o atleta Rafael Teixeira, mais um casca grossa que levanta a bandeira capixaba.
Ele foi um dos grandes destaques em toda a etapa na ilha de Barbados, no Caribe.

Foto: Andrew Nichols
Foto: Andrew Nichols

Rafael simplesmente dominou a etapa!
Teixeira passou em primeiro lugar em todas as suas baterias, mas a partir do round 3 ele se distanciou em pontos para os demais adversários, passava em primeiro nas bateras com larga diferença, sendo notório o seu ótimo desempenho meio as ondas difíceis e pequenas da etapa.

Com muita confiança e tranquilidade, Rafa mostrou que está muito preparado, determinado e focado para 2017.
Rafael acrescentou 1.680 pontos ao ranking e faturou $ 4.000 dólares. Ele está na sétima colocação do ranking mundial, ou seja, se o circuito acabasse hoje ele estaria classificado para o World Tour.

Foto: Andrew Nichols

Foto: Andrew Nichols

É isso aí, estamos sentindo cheiro de WT em 2018 para o atleta do Espírito Santo. Vamos torcer!

Parabéns a ambos pelo grande desempenho e vamos nessa, pois o ano está apenas começando!

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

Baterias armadas para iniciar a temporada 2022 no Billabong Pro Pipeline

continue lendo

Ministro veta entrada de Slater na Austrália sem vacina: “Sabe as regras”

continue lendo

51 ICE é nova patrocinadora da WSL no Brasil

Com posicionamentos relacionados ao surfe, 51 ICE estará no Oi…

continue lendo

WSL terá recorde de marcas em 2022

Escritório da América Latina confirmou participação de 11 empresas na…

continue lendo

Comentários:

Instagram