Notícias

05/03 19h52

Jessé Mendes é o campeão do Australian Open of Surfing

O novo líder do WSL Qualifying Series 2017 bateu o favorito Julian Wilson

IMG_9449

O Brasil começa muito bem a temporada, conquistando as duas primeiras etapas do QS 6000 na Austrália. O paulista Jessé Mendes, 24 anos, foi finalista nas duas. Em Newcastle, perdeu a decisão verde-amarela para o catarinense Yago Dora, 20, mas em Sydney festejou uma vitória fantástica no Australian Open of Surfing. Por um incrível placar de 18,13 a 18,00 pontos, bateu o favorito ao título, Julian Wilson, 28, diante da sua torcida em Manly Beach, garantindo o título com uma nota 9,40 logo após o australiano receber 9,33 nas melhores ondas da bateria. O top da elite da World Surf League impediu outra final brasileira ao barrar o paulista Alex Ribeiro, 27, nas semifinais, porém amargou mais uma derrota como na decisão de 2014, contra o hoje campeão mundial Adriano de Souza, 30 anos.

IMG_9500 IMG_9499

“Estou muito feliz por essa vitória, pois vencer o Julian (Wilson) numa final é uma coisa incrível”, disse Jessé Mendes. “Eu sabia que teria que surfar o meu melhor e foi isso o que eu fiz. Eu nunca tinha passado das quartas de final em campeonatos aqui na Austrália, então fazer duas finais e ganhar o título aqui foi fantástico para mim. Eu ganhei uma etapa importante do QS no ano passado (QS 10000 em Cascais, Portugal), mas não me qualifiquei para o CT. Então, começar a temporada com um segundo e um primeiro lugar me dá muito mais confiança para ir em busca do meu sonho esse ano, que é entrar no CT”.

Jessé Mendes já tinha tirado a primeira posição no WSL Qualifying Series 2017 de Yago Dora quando se classificou para as quartas de final que abriram o domingo decisivo do Australian Open. Yago caiu para o segundo lugar e mais dois brasileiros estão na lista dos dez primeiros que se classificam para a elite dos top-34 da World Surf League pelo ranking de acesso, após a décima etapa em Sydney. Alex Ribeiro subiu para a oitava posição com o terceiro lugar no domingo e o catarinense Alejo Muniz, 27 anos, está fechando o G-10 no momento.

IMG_9451IMG_9498

HAVAIANA CAMPEÃ – No domingo foi encerrado o segundo QS 6000 feminino do ano e a favorita ao título também não ganhou o campeonato. A atual campeã mundial Tyler Wright, 22 anos, foi barrada nas semifinais por uma pequena diferença de 15,83 a 15,03 pontos pela havaiana Malia Manuel, 23. A bateria final foi de alto nível como a decisão masculina. As duas finalistas surfaram ondas no critério excelente dos juízes e Malia Manuel faturou o título do QS 6000 Girls Make Your Move Women´s Pro com a nota 9,30 da sua melhor apresentação.

IMG_9495IMG_9497

“Estou muito feliz por não ter sido a dama de honra hoje (domingo), como no ano passado (quando perdeu a final para Nikki Van Dijk)”, disse Malia Manuel. “Eu acho que quando você retorna a um evento que você terminou como vice-campeã, você realmente pode colocar muita pressão sobre si mesma para vencer. Eu não queria isso para mim e tentei competir relaxada, que pareceu ter funcionado bem. Foi incrível surfar as baterias aqui com todas as tops do CT e foi um ótimo aquecimento para Snapper Rocks (local da primeira etapa do CT 2017)”.

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES 2017 – ranking das 10 primeiras etapas:
1.o: Jessé Mendes (BRA) – 10.980 pontos
2.o: Yago Dora (BRA) – 7.185
3.o: Jorgann Couzinet (FRA) – 6.425
4.o: Hiroto Ohhara (JPN) – 5.340
5.o: Mitch Coleborn (AUS) – 5.100
6.o: Ian Crane (EUA) – 5.080
7.o: Julian Wilson (AUS) – 4.870
8.o: Alex Ribeiro (BRA) – 4.200
9.o: Soli Bailey (AUS) – 4.100
10.o: Alejo Muniz (BRA) – 3.700
———-próximos sul-americanos até 100:
14: Willian Cardoso (BRA) – 3.050 pontos
18: Marco Fernandez (BRA) – 2.770
27: Rafael Teixeira (BRA) – 2.290
28: Michael Rodrigues (BRA) – 2.280
29: Adriano de Souza (BRA) – 2.250
36: David do Carmo (BRA) – 2.080
45: Peterson Crisanto (BRA) – 1.895
48: Deivid Silva (BRA) – 1.750
48: Santiago Muniz (ARG) – 1.750
51: Leandro Usuna (ARG) – 1.705
54: Bino Lopes (BRA) – 1.690
57: Miguel Tudela (PER) – 1.645
58: Juninho Urcia (PER) – 1.640
60: Lucca Mesinas Novaro (PER) – 1.610
69: Samuel Pupo (BRA) – 1.350
71: Marcos Correa (BRA) – 1.325
81: Lucas Silveira (BRA) – 1.215
84: Jean da Silva (BRA) – 1.170
89: Alonso Correa (PER) – 1.100
95: Thiago Guimarães (BRA) – 1.070
103: Flavio Nakagima (BRA) – 980
103: Joaquin del Castillo (PER) – 980

G-6 DO WSL QUALIFYING SERIES FEMININO – ranking das 8 primeiras etapas:
1.a: Johanne Defay (FRA) – 10.500 pontos
2.a: Malia Manuel (HAV) – 8.650
3.a: Macy Callaghan (AUS) – 7.000
4.a: Paige Hareb (NZL) – 6.230
5.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 5.300
6.a: Pauline Ado (FRA) – 5.100
———-sul-americanas no ranking 2017:
16: Silvana Lima (BRA) – 3.100 pontos
50: Melanie Giunta (PER) – 1.435
53: Dominic Barona (EQU) – 1.350
90: Lorena Fica (CHL) – 785
96: Anali Gomez (PER) – 700
100: Josefina Ane (ARG) – 640
103: Tainá Hinckel (BRA) – 620
145: Jessica Anderson (CHL) – 240
167: Pomare Dreisziger (CHL) – 120

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

Mais um dia épico em Regência, 15/09/2021

continue lendo

Medina pensa em pausar as competições em 2022, entenda

continue lendo

Meninas surfam em Regência clássica!

continue lendo

Gabriel Medina é tricampeão e Tatiana Weston-Webb é vice-campeã mundial no Rip Curl WSL Finals

continue lendo

Comentários:

Instagram