Notícias

05/03 19h52

Jessé Mendes é o campeão do Australian Open of Surfing

O novo líder do WSL Qualifying Series 2017 bateu o favorito Julian Wilson

IMG_9449

O Brasil começa muito bem a temporada, conquistando as duas primeiras etapas do QS 6000 na Austrália. O paulista Jessé Mendes, 24 anos, foi finalista nas duas. Em Newcastle, perdeu a decisão verde-amarela para o catarinense Yago Dora, 20, mas em Sydney festejou uma vitória fantástica no Australian Open of Surfing. Por um incrível placar de 18,13 a 18,00 pontos, bateu o favorito ao título, Julian Wilson, 28, diante da sua torcida em Manly Beach, garantindo o título com uma nota 9,40 logo após o australiano receber 9,33 nas melhores ondas da bateria. O top da elite da World Surf League impediu outra final brasileira ao barrar o paulista Alex Ribeiro, 27, nas semifinais, porém amargou mais uma derrota como na decisão de 2014, contra o hoje campeão mundial Adriano de Souza, 30 anos.

IMG_9500 IMG_9499

“Estou muito feliz por essa vitória, pois vencer o Julian (Wilson) numa final é uma coisa incrível”, disse Jessé Mendes. “Eu sabia que teria que surfar o meu melhor e foi isso o que eu fiz. Eu nunca tinha passado das quartas de final em campeonatos aqui na Austrália, então fazer duas finais e ganhar o título aqui foi fantástico para mim. Eu ganhei uma etapa importante do QS no ano passado (QS 10000 em Cascais, Portugal), mas não me qualifiquei para o CT. Então, começar a temporada com um segundo e um primeiro lugar me dá muito mais confiança para ir em busca do meu sonho esse ano, que é entrar no CT”.

Jessé Mendes já tinha tirado a primeira posição no WSL Qualifying Series 2017 de Yago Dora quando se classificou para as quartas de final que abriram o domingo decisivo do Australian Open. Yago caiu para o segundo lugar e mais dois brasileiros estão na lista dos dez primeiros que se classificam para a elite dos top-34 da World Surf League pelo ranking de acesso, após a décima etapa em Sydney. Alex Ribeiro subiu para a oitava posição com o terceiro lugar no domingo e o catarinense Alejo Muniz, 27 anos, está fechando o G-10 no momento.

IMG_9451IMG_9498

HAVAIANA CAMPEÃ – No domingo foi encerrado o segundo QS 6000 feminino do ano e a favorita ao título também não ganhou o campeonato. A atual campeã mundial Tyler Wright, 22 anos, foi barrada nas semifinais por uma pequena diferença de 15,83 a 15,03 pontos pela havaiana Malia Manuel, 23. A bateria final foi de alto nível como a decisão masculina. As duas finalistas surfaram ondas no critério excelente dos juízes e Malia Manuel faturou o título do QS 6000 Girls Make Your Move Women´s Pro com a nota 9,30 da sua melhor apresentação.

IMG_9495IMG_9497

“Estou muito feliz por não ter sido a dama de honra hoje (domingo), como no ano passado (quando perdeu a final para Nikki Van Dijk)”, disse Malia Manuel. “Eu acho que quando você retorna a um evento que você terminou como vice-campeã, você realmente pode colocar muita pressão sobre si mesma para vencer. Eu não queria isso para mim e tentei competir relaxada, que pareceu ter funcionado bem. Foi incrível surfar as baterias aqui com todas as tops do CT e foi um ótimo aquecimento para Snapper Rocks (local da primeira etapa do CT 2017)”.

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES 2017 – ranking das 10 primeiras etapas:
1.o: Jessé Mendes (BRA) – 10.980 pontos
2.o: Yago Dora (BRA) – 7.185
3.o: Jorgann Couzinet (FRA) – 6.425
4.o: Hiroto Ohhara (JPN) – 5.340
5.o: Mitch Coleborn (AUS) – 5.100
6.o: Ian Crane (EUA) – 5.080
7.o: Julian Wilson (AUS) – 4.870
8.o: Alex Ribeiro (BRA) – 4.200
9.o: Soli Bailey (AUS) – 4.100
10.o: Alejo Muniz (BRA) – 3.700
———-próximos sul-americanos até 100:
14: Willian Cardoso (BRA) – 3.050 pontos
18: Marco Fernandez (BRA) – 2.770
27: Rafael Teixeira (BRA) – 2.290
28: Michael Rodrigues (BRA) – 2.280
29: Adriano de Souza (BRA) – 2.250
36: David do Carmo (BRA) – 2.080
45: Peterson Crisanto (BRA) – 1.895
48: Deivid Silva (BRA) – 1.750
48: Santiago Muniz (ARG) – 1.750
51: Leandro Usuna (ARG) – 1.705
54: Bino Lopes (BRA) – 1.690
57: Miguel Tudela (PER) – 1.645
58: Juninho Urcia (PER) – 1.640
60: Lucca Mesinas Novaro (PER) – 1.610
69: Samuel Pupo (BRA) – 1.350
71: Marcos Correa (BRA) – 1.325
81: Lucas Silveira (BRA) – 1.215
84: Jean da Silva (BRA) – 1.170
89: Alonso Correa (PER) – 1.100
95: Thiago Guimarães (BRA) – 1.070
103: Flavio Nakagima (BRA) – 980
103: Joaquin del Castillo (PER) – 980

G-6 DO WSL QUALIFYING SERIES FEMININO – ranking das 8 primeiras etapas:
1.a: Johanne Defay (FRA) – 10.500 pontos
2.a: Malia Manuel (HAV) – 8.650
3.a: Macy Callaghan (AUS) – 7.000
4.a: Paige Hareb (NZL) – 6.230
5.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 5.300
6.a: Pauline Ado (FRA) – 5.100
———-sul-americanas no ranking 2017:
16: Silvana Lima (BRA) – 3.100 pontos
50: Melanie Giunta (PER) – 1.435
53: Dominic Barona (EQU) – 1.350
90: Lorena Fica (CHL) – 785
96: Anali Gomez (PER) – 700
100: Josefina Ane (ARG) – 640
103: Tainá Hinckel (BRA) – 620
145: Jessica Anderson (CHL) – 240
167: Pomare Dreisziger (CHL) – 120

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

51 ICE é nova patrocinadora da WSL no Brasil

Com posicionamentos relacionados ao surfe, 51 ICE estará no Oi…

continue lendo

WSL terá recorde de marcas em 2022

Escritório da América Latina confirmou participação de 11 empresas na…

continue lendo

Calendário do CT 2022 – WSL

A WSL (World Surf League) divulgou na última quarta-feira, 4…

continue lendo

O Surfista Profissional Rodrigo Cardoso recebe a maior honraria dedicada a um esportista Espírito Santense

continue lendo

Comentários:

Instagram