Notícias

03/03 00h37

Samsung e WSL rompem contrato para 2017

Medina também perdeu o patrocínio da empresa

A Samsung, que atua em diversos ramos da área de tecnologia da informação com sede em Seul, Coreia do Sul, não é mais patrocinadora da World Surf League. A informação foi confirmada pelo vice-presidente de comunicações da WSL, Dave Prodan.

“A Samsung foi uma grande parceira para a comunidade do surf nos últimos três anos, elevando o esporte a novas alturas e honrando o patrimônio da comunidade. Agradecemos por sua parceria e esperamos uma emocionante temporada de 2017. A WSL está entusiasmada com os próximos anúncios no espaço comercial”, disse Dave Prodan ao site Surfline.

Na matéria do site norte-americano, os escândalos envolvendo funcionários da empresa com políticos da Coreia do Sul e problemas com um de seus principais aparelhos, o Galaxy Note 7, que teve recall, são vistos como alguns dos motivos que enfraqueceram a empresa e que contribuíram para a saída da Samsumg do mundo do surf.

Aqui no Brasil, Gabriel Medina perdeu o patrocínio da marca, porém a Samsung segue como parceira do Instituto do campeão mundial de 2014.

IMG_9265

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

Baterias armadas para iniciar a temporada 2022 no Billabong Pro Pipeline

continue lendo

Ministro veta entrada de Slater na Austrália sem vacina: “Sabe as regras”

continue lendo

51 ICE é nova patrocinadora da WSL no Brasil

Com posicionamentos relacionados ao surfe, 51 ICE estará no Oi…

continue lendo

WSL terá recorde de marcas em 2022

Escritório da América Latina confirmou participação de 11 empresas na…

continue lendo

Comentários:

Instagram