Notícias

17/07 08h58

Fanning vence o medo de tubarão e ganha na África !

O australiano ganhou a decisão do título contra John John Florence depois de reeditar a final inacabada de 2015 com Julian Wilso

image

Com um surfe de borda impecável nas direitas de Jeffreys Bay, o tricampeão mundial Mick Fanning sobreviveu ao ataque aéreo e as manobras mais modernas dos seus adversários nas direitas de 3-4 pés do sábado para faturar o título do J-Bay Open na África do Sul. No ano passado, ele também saiu ileso da final cancelada após um enorme tubarão branco morder a cordinha da sua prancha. Essa bateria com Julian Wilson foi reeditada na semifinal e Fanning depois ganhou a decisão do havaiano John John Florence. Antes, o agora número 5 do Jeep WSL Leaderboard barrou o brasileiro Filipe Toledo, que terminou empatado em quinto lugar com Gabriel Medina, derrotado no duelo anterior pelo também australiano Julian Wilson.

image

Definitivamente, essa vitória tem um sentimento muito diferente de tudo que eu já vivi”, disse Mick Fanning. “Existia toda uma mistura de emoções para eu voltar aqui esse ano. Essa semifinal com o Julian (Wilson) foi muito especial para nós dois e foi maravilhoso poder ter a oportunidade de disputar essa bateria com ele aqui novamente. Foi realmente emocionante remar com ele lá para fora e nós dois pegamos boas ondas. Estou muito feliz por ter voltado para cá para apagar tudo o que aconteceu no ano passado para eu poder seguir em frente”.

imageJulian Wilson (foto)

A vitória no J-Bay Open foi a 22.a da carreira de Mick Fanning no WSL Championship Tour. Com os 10.000 pontos conquistados, além do prêmio de 100 mil dólares, o australiano saltou da 16.a para tirar a quinta posição do brasileiro Italo Ferreira no Jeep WSL Leaderboard. No entanto, Fanning não vai brigar pelo título mundial, pois pediu licença do circuito esse ano e está participando apenas de algumas etapas escolhidas por ele. Ele não vai competir na próxima, o Billabong Pro Teahupoo nos dias 19 a 30 de agosto no Taiti, mas confirmou presença na seguinte, o Hurley Pro em Trestles, de 7 a 18 de setembro nos Estados Unidos.

“É incrível estar em quinto lugar no ranking, mas eu realmente não estou me importando com os resultados deste ano”, ratificou Mick Fanning. “Eu só quero agradecer a todos que me apoiaram no ano passado aqui, foram muitas pessoas, então agora só quero comemorar. Para mim, este ano estou me sentindo bem mais leve por não estar disputando o título mundial, curtindo mais o meu surfe e me divertindo mais. Vou competir em Trestles e talvez seja o meu último evento do ano. Títulos mundiais não são a coisa mais importante para mim neste momento e só quero mesmo curtir o meu surfe”.

imageFilipe Toledo

TOP-22 DO JEEP WSL RANKING – após a sexta etapa na África do Sul:
1.o: Matt Wilkinson (AUS) – 34.250 pontos
2.o: John John Florence (HAV) – 31.900
3.o: Gabriel Medina (BRA) – 29.200
4.o: Adriano de Souza (BRA) – 24.400
5.o: Mick Fanning (AUS) – 23.450
6.o: Italo Ferreira (BRA) – 22.250
7.o: Jordy Smith (AFR) – 21.200
8.o: Michel Bourez (TAH) – 20.700
9.o: Julian Wilson (AUS) – 20.000
10: Sebastian Zietz (HAV) – 19.750
11: Adrian Buchan (AUS) – 19.700
12: Caio Ibelli (BRA) – 19.450
13: Filipe Toledo (BRA) – 18.450
14: Wiggolly Dantas (BRA) – 18.400
15: Kolohe Andino (EUA) – 16.450
16: Joel Parkinson (AUS) – 16.200
17: Josh Kerr (AUS) – 15.000
18: Nat Young (EUA) – 14.900
19: Kelly Slater (EUA) – 14.450
20: Dusty Payne (HAV) – 13.200
21: Kanoa Igarashi (EUA) – 12.750
22: Miguel Pupo (BRA) – 12.700
——–outros top-34 do Brasil:
28: Alejo Muniz (BRA) – 10.250 pontos
29: Jadson André (BRA) – 7.750
38: Alex Ribeiro (BRA) – 3.000

Por Administrador
Compartilhar

Veja também

As finais do Mundial de Surf batem recorde de audiência na história da World Surf League

continue lendo

Mais um dia épico em Regência, 15/09/2021

continue lendo

Medina pensa em pausar as competições em 2022, entenda

continue lendo

Meninas surfam em Regência clássica!

continue lendo

Comentários:

Instagram